Ideias recebidas

Não é porque o FCC-III já está sendo construído que a Fiat vai parar de ouvir as suas ideias. Continue dando a sua opinião sobre o futuro dos carros.

Sistema de Som Modular

Enviada por Alexandre Moreno em 10.11.2009

categorias Infotainment, Design, Ergonomia, Geral

Os sistemas de som residenciais antes do home theater integrados eram todos modulares.

Existiam alguns problemas como centenas de controles remotos e excesso de cabos.

Mas permitiam explorar o que havia de melhor em questão de som.

Amplificadores eram NashVille, caixas de som JBL, receivers eram Marantz ou Yamaha, Cd Players Pioneer ou Bose, Pickups Tecnhichs. Este era o sonho da molecada que curtia um som na decada de 90.

Porque não adotarmos um princípio semelhante no Mio?

Porquê não um sistema de receiver com apenas e tão somente rádio? E poderiamos conectar no mesmo o que quiséssemos. Ipod´s, Iphone´s, Mp3, Mp4, MpX, até mesmo um cd player, dvd player, celulares comuns (desde que conexões usb fossem disponíveis no aparelho)!

O receiver teria controle no volante de todas as funções disponíveis, e o receiver passaria ao aparelho conectado o que fosse de propriedade dele.

As conexões dos aparelhos seriam digitais, o que garantiriam uma qualidade superior no sinal, alem de trafegar informações como faixas, autor e controle do aparelho.

Como se trata de um receiver, a potência não seria parca, como os rádios de hoje, e muito menos de qualidade sofrível, já que 0 db de distorção é melhor que 10 mil watts rms. E isso um receiver tira de letra em relação ao rádio automotivo.

Teriamos a liberdade de escolher e conectar o que bem entendessêmos, alem de aparelhos visitantes serem bem-vindos.

Alem de um efeito colateral em São Paulo, não despertaria o interesse no roubo do som do carro.

Quando o carro fosse trocado ou vendido, bastaria desconectar do receiver antigo e conectar no novo.

É uma mudança de conceito, mas hoje em dia o rádio é pessoal e não devemos ficar presos ao que o fabricante oferece por questões comerciais, as quais aliás não sou contra, só gostaria de ter opções.

É o Fiat Mio democratizando o som do carro.